• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Pelo vento frio que começou a bater
    pela paz interior do gado
    descuidado caiu do céu um pingo,
    vai chover
    sou um bicho perdido
    um ser acuado num canto do abrigo
    um lobisomem...
    Adorada distante noite escura
    onde Deus se flagra imaginando:
    oh! Que dor me dá de ver a terra se ferrar
    tá no índio, no grego,
    na pele do mundo
    a mancha envenenada do ciúme
    assisto tudo sem crer,
    sem interesse maior
    vivo longe de casa e nunca pensei em voltar
    assisto tudo sem ver,
    nada que vejo é pior
    longe da minha amada
    nem Deus, nem nada me toca
    dia triste, quantos ais
    onde estás oh meu amor?
    Com quem mais posso pensar no esplendor
    dia triste, dor a mais
    esplendor que se desfaz
    noutros ais
    quando se sofre de amor


    © 1994 Luanda Edições Musicais Ltda.

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Djavan

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.