Página inicial > Romântico > D > Djavan > Anjo de Vitrô

Anjo de Vitrô

Djavan

Rua dos Amores


Noutro lugar amanheceu
A várzea florescida ressurgiu...
Pensei sob o excelso mundo:
E eu?...
Céu singular
Bruma a pender,
Da margem escura luz a devenir
Será seu rosto imaculado
A refulgir?
Pra abalar com essa graça toda
Num dia feito pra surpreender,
Avisto o vento rasgar sedento
De Norte a Sul!
Mas era só a chuva que caía
Com suas setas transpassando o dia
Tecendo a noite azul!

Dada como um anjo de vitrô,
Pura flor sem pecado
Você tímida e assustada
E eu aqui... deslumbrado
Mas num dia delirante
Escalou-me em voo irado,
Dando pinta, tipo pronta ?
Embarquei...

Céu singular
Bruma a pender,
Da margem escura luz a devenir
Será seu rosto imaculado
A refulgir?
Pra abalar com essa graça toda
Num dia feito pra surpreender,
Avisto o vento rasgar sedento
De Norte a Sul!
Mas era só a chuva que caía
Com suas setas transpassando o dia
Tecendo a noite azul!

Dada como um anjo de vitrô,
Pura flor sem pecado
Você tímida e assustada
E eu aqui... deslumbrado
Mas num dia delirante
Escalou-me em voo irado,
Dando pinta, tipo pronta ?
Embarquei encantado
Com um anjo de vitrô...

Dada como um anjo de vitrô,
Pura flor sem pecado
Você tímida e assustada
E eu aqui... deslumbrado
Mas num dia delirante
Escalou-me em voo irado,
Dando pinta, tipo pronta ?
Embarquei encantado!

Letra enviada por Maria Cristina

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Djavan no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS