Página inicial > Sertanejo > D > Divino e Donizete > Tô Caindo na Margaça

Tô Caindo na Margaça

Divino e Donizete


(“Alô galera de Londrina a Maringá
Tô caindo na margaça
Segura estadão do Paraná! ”)

Não vou segurar a cabra
Pra outro bode mamá
Eu já tô de mala pronta
Dessa vez vou-me mandá

Não vou segurar a cabra
Pra outro bode mamá
Eu já tô de mala pronta
Dessa vez vou-me mandá

Todo tempo te amei
Eu sempre te desejei
Querendo você pra mim
Quando eu te procurava
Você sempre me evitava
Minha vida era assim

Mas agora me cansei
Minha vida já mudei
E não quero decepção
Não pretendo ser babaca
Chutei o pau da barraca
Tomei essa decisão

Não vou segurar a cabra
Pra outro bode mamá
Eu já tô de mala pronta
Dessa vez vou-me mandá

Não vou segurar a cabra
Pra outro bode mamá
Eu já tô de mala pronta
Dessa vez vou-me mandá

Eu não vi outra maneira
Mundo véio sem porteira
Tô caindo na margaça
Quero caí na gandaia
Onde tem rabo de saia
Mergulhado na cachaça

Tanta mulher me querendo
O meu tempo tô perdendo
Vou embora pro Paraná
Quero viver na balada
No meio da mulherada
De Londrina a Maringá

Não vou segurar a cabra
Pra outro bode mamá
Eu já tô de mala pronta
Dessa vez vou-me mandá

Não vou segurar a cabra
Pra outro bode mamá
Eu já tô de mala pronta
Dessa vez vou-me mandá

(Pedro Paulo Mariano - Santa Maria da Serra-SP)

Compositor: Donizete Santos

Letra enviada por Pedro Paulo Mariano

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
essa letra:

Ouça estações relacionadas a Divino e Donizete no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS