O Cachaceiro

Divino e Donizete


Sou cachaceiro
(Sou biscateiro, gente!)
Gosto de pinga e dô trabaio
De zueira no buteco
Tô bebendo, mas não caio

(Olha o cachaceiro aí, gente!)

Sou cachaceiro
(Sou biscateiro)
Gosto de pinga e dô trabaio
De zueira no buteco
Tô bebendo, mas não caio

Virei bagaço depois que ela foi embora
Sem meu amor acabou minha alegria
Quando ela tava vivendo junto comigo
Eu só vivia no meio da putaria

Ela cansou e chutou o meu traseiro
Desesperado hoje eu bebo e quero briga
Eu tô maluco, desprezado e abandonado
Tô sem controle, tô igual TV antiga

Sou cachaceiro
(Sou biscateiro)
Gosto de pinga e dô trabaio
De zueira no buteco
Tô bebendo, mas não caio

Sou cachaceiro
(Sou biscateiro)
Gosto de pinga e dô trabaio
De zueira no buteco
Tô bebendo, mas não caio

Já me mandaram eu procurar no orkut
Falar com ela se eu souber twitar
Isso é conversa só pra quem é cabra froxo
Só cara a cara eu aprendi conversar

Esse negócio de ficar na internet
Não faz meu jeito, meu instinto é animal
Se eu encontrar ela nos braços de outro
Falo a verdade, eu arrebento os dois no pau

(Pedro Paulo Mariano - Santa Maria da Serra-SP)

Compositor: Donizete Santos

Letra enviada por Pedro Paulo Mariano

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Divino e Donizete no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS