Página inicial > Sertanejo > D > Dino Franco e Mouraí > Vida de Um Boiadeiro

Vida de Um Boiadeiro

Dino Franco e Mouraí


declamado:
(“Esta moda conta a vida de um boiadeiro
Que mais deixou rastros de saudades nas estradas do Brasil
Parabéns, grande abraço Zé Nagib”)

Eu cheguei de Mato Grosso
Tá fazendo poucos dias
Fui rever um grande amigo
Que há muito tempo eu não via

Quando se tem amizade
A vida tem mais garantia
Vou falar de uma pessoa
Que sempre gostou da lida
Zé Nagib companhia

Desde o tempo de menino
Sempre teve inclinação
De viver jogando o laço
E montado em burro bão

Foi crescendo e aprendendo
As malícias de peão
Tendo ainda pouca idade
Já comandava transporte
Puxando boi do sertão

Viveu mais de vinte anos
Criando no corredor
Foi patrão e empregado
Foi aluno e professor

Foi peão de sol e chuva
Derramou sangue e suor
Zé Nagib foi ainda
Quem mais entregou boiada
Por ser forte embarcador

Muitas vezes nas estradas
Recontou pontas de boi
Hoje remonta a saudade
Do tempo que já se foi

A pessoa de quem falo
É um grande camarada
Homem de muitas façanhas
De comitiva montada

Hoje em dia é fazendeiro
Vive engordando boiada
Mas recorda com saudade
Os bravios companheiros
Que ficaram de arribalda

(Pedro Paulo Mariano - Santa Maria da Serra-SP)

Compositor: Dino Franco

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Dino Franco e Mouraí no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS