Sonho Real

Dino Franco e Mouraí


Eu todas as manhãs me desperto sorrindo
Mas hoje acordei muito apavorado
Sonhei que mamãe me chamou pra o trabalho
Sabendo que era dia de finado

Levantei da cama muito descontente
Estava tão quente meu colchão de palha
Assim eu lhe disse, velhinha caduca
Domingo e feriado a gente não trabalha

Depois que mãezinha me ouviu cabisbaixa
Tentou convencer-me pelo seu engano
Desculpe meu filho, mas é que pra mim
São indiferentes os dias do ano

Com sua meiguice e aquele jeitinho
Me deu um beijinho no rosto molhado
Arrumou na mesa meu café com leite
E alguns bolinhos de milho ralado

Retirando a frase de velha caduca
Eu falei com jeito pra minha mãezinha
Por favor, perdoa este malcriado
E fique comigo a vida inteirinha

Me abençoando ela foi-se embora
Senti nesse hora que o peito doeu
O sonho que tive foi uma visão
Pois faz quatro anos que ela morreu

Aquele que vive com sua mãezinha
Que Deus lhe proteja e os queira bem
Conselho de mãe é uma graça divina
Pra uns até sobra e outros não têm

A primeira benção nos é dirigida
Pela mãe querida de amor sem igual
Minha pobre velha talvez com saudade
Veio visitar-me num sonho real

Compositor: Dino Franco, Tenente Wanderley

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Dino Franco e Mouraí no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS