Página inicial > Sertanejo > D > Dino Franco e Mouraí > Pioneiro do Sertão

Pioneiro do Sertão

Dino Franco e Mouraí


Seu moço preste atenção
Procure me compreender
Bem certinho vou dizer
Se o senhor me permitir

Este imenso progresso
Que cobre o Brasil de glória
Analisando a história
Eu ajudei construir

Hoje os meios de transportes
São por vias asfaltadas
Mas as primeiras picadas
Fui eu que ajudei abrir

Com o meu carro de boi
Arrôxo de couro cru
Cambito de guatambú
Vueiro de cambuí

Cortava terras barrentas
Nas ferragens dos rodeios
Nos rigir dos tambueiros
Nos estalos dos cansis

Carregado de cereais
Eu seguia passo à passo
Caprichava no chumaço
Pros cocões poder zunir
A força do meu destino
Me deu esta sorte amarga
Deitei debaixo de carga
Ouvindo chuva cair

Sem lamentar minha vida
Depois que a chuva passava
De novo continuava
Minha jornada seguir

Com fé na Virgem Maria
Que meus passos abençoava
E sempre me acompanhava
Quando eu ia partir

A cantiga do meu carro
Na distante caminhada
Pra sempre ficou gravada
Na minha imaginação

Meu velho carro de boi
Que tanto gosto me deu
Carunchou e apodreceu
Lá no fundo do galpão

Onde eu for enterrado
Quero que deixe um letreiro
Descansa aqui um carreiro
Pioneiro do sertão

(Pedro Paulo Mariano - Santa Maria da Serra-SP)

Compositor: Luiz De Castro E José David Vieira

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Dino Franco e Mouraí no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS