Manto Estrelado

Dino Franco e Mouraí

Warner 30 Anos: Dino Franco & Moura


A luz da noite quando desce sobre o campo
Mais parece abrir o manto de estrelas a brilhar
O firmamento de azul todo enfeitado
É o vestido salpicado de brilhantes ao luar
E como é lindo a gente ver a céu aberto
O sertão sendo coberto do esplendor que é todo seu
Tudo surgindo com requintes de beleza
A mostrar que a natureza só podia vir de deus
Aqui embaixo todo campo orvalhado
Faz um céu do outro lado em perfeita imitação
Os pirilampos com ciúmes das estrelas
Vão tentando convencê-las que são estrelas no chão
As lindas flores quão noturnas namoradas
Vão se abrindo perfumadas transbordantes de amor
Mas logo adiante quando o sol romper o dia
Vão dizer que só queriam se arrumar pra o beija-flor

Raiando o dia é o sol quem prevalece
Desde a hora que amanhece até o novo entardecer
As borboletas cores vivas revoando
São matizes adornando nossos rios a correr
Tudo se passa neste mundo deslumbrante
O tesouro verdejante que tem nome de sertão
Onde o caboclo a cada estrela que aparece
Canta versos de uma prece que lhe sai do coração
Sertão, sertão, berço que me viu nascer.
Sertão, sertão, cantarei até morrer.

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Dino Franco e Mouraí no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS