Página inicial > Sertanejo > D > Dino Franco e Mouraí > Lágrimas das Flores

Lágrimas das Flores

Dino Franco e Mouraí


Aquela casa junto a rua do cascalho
Foi o nosso agasalho
Quando havia amor em nós
Você deitava numa esteira no assoalho
Me abraçava e me beijava
Escutando minha voz

Nossa vida apesar de vida pobre
Era uma vida nobre
Como nunca vi igual
Na varanda lindas flores se abriam
E os pássaros faziam
Revoada no quintal

Tentei salvar o nosso amor quando morria
Fiz de tudo que podia
Mas foi tudo, tudo em vão
E descontente com a sua ironia
Fui perdendo minhas forças
E também minha razão

Já sem jeito e tanto envergonhado
Peguei meus trapos guardados
Amargando minha dor
Que tristeza eu senti naquela hora
Oh! meu Deus, Nossa Senhora
Como dói o mal de amor

Até as flores que também tem alma e vida
Choraram na despedida
Com muita pena de mim
E o nosso amor que teve encontro festejado
Terminou em desagrado
E em tudo demos fim

Aquela casa, aquela casa

(Pedro Paulo Mariano - Santa Maria da Serra-SP)

Compositor: Dino Franco e Virgínia Guimarães

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Dino Franco e Mouraí no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS