Página inicial > Sertanejo > D > Dino Franco e Mouraí > Brinquedo de Criança

Brinquedo de Criança

Dino Franco e Mouraí

Pôr Do Sol


Eu quando penso que jogamos tudo fora
E que você já foi embora esquecendo nosso lar
Me modifico, sinto ódio de mim mesmo
Por dizer coisas a esmo e depois ter que chorar

Mas quando penso que você também errava
Que às vezes me evitava, me deixando pra depois
Eu que padeço e a amo loucamente
Me condeno de repente tendo ódio de nós dois

Tantas pessoas que torciam pela gente
Nossos amigos ou parentes vem falar-me sobre nós
Eu me envergonho arrasado moralmente
Um soluço finalmente vem calar minha própria voz

Tudo por causa desse amor tão imaturo
Que apressou nosso futuro e a nós todos enganou
Amor loucura, sem juízo ou esperança
Um brinquedo de criança que de frágil se quebrou

Quando me dizem que você quase não come
E que só fala em meu nome e não se esquece de mim
Eu quase morro de angustia e sofrimento
Me pergunto em pensamento como pode ser assim?

Que contra-senso este amor de adolescentes
Que por ser inconsequente pela vida se perdeu
Plantinha triste que nasceu na primavera
Mais fraquinha como era vicejou, mas não cresceu

(Pedro Paulo Mariano - Santa Maria da Serra-SP)

Compositor: Dino Franco e Tenente Wanderley

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Dino Franco e Mouraí no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS