Espinho Na Cama

Di Paullo e Paulino


JĂĄ Ă© madrugada e o sono nĂŁo chega
Me viro na cama pra lĂĄ e pra cĂĄ
Fumo um cigarro e outro cigarro
Sentindo a saudade no peito a queimar
Deito e me levanto, me levanto e deito
A noite pra mim Ă© um martĂ­rio profundo
O cinzeiro cheio de cinzas e bitucas
É a testemunha das noites de angĂșstias
Eu nĂŁo consigo dormir um segundo
As lĂĄgrimas roubam meu sonho
No triste abandono do amor primeiro
Eu choro triste e amargurada
Por que ao meu lado sobram travesseiros
SĂŁo noites de triste amarguras
SĂł as desventuras minha alma reclama
Sentindo a falta de alguém
Parece que tem espinho na cama
As lĂĄgrimas roubam meu sonho
No triste abandono do amor primeiro
Eu choro triste e amargurada
Por que ao meu lado sobram travesseiros
SĂŁo noites de triste amarguras
SĂł as desventuras minha alma reclama
Sentindo a falta de alguém
Parece que tem espinho na cama

Compositor: Di Paullo E Paulino

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta mĂșsica

Ouça estaçÔes relacionadas a Di Paullo e Paulino no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS