Amigo Apaixonado

Di Paullo e Paulino

Passarinho Do SertĂŁo


Se eu venho todo dia
Fazer companhia aqui neste bar
De frente a vocĂȘ nesta mesa
Escuto com tristeza vocĂȘ reclamar

Lamenta com o rosto molhado
Que o seu amado nĂŁo lhe dĂĄ valor
Por que que nĂŁo vĂȘ e nĂŁo sente
Eu em sua frente morrendo de amor

É triste ver vocĂȘ chorar por quem nĂŁo te ama
E para o meu desespero não tenho esperança
VocĂȘ nĂŁo percebe o tanto que sofro ao seu lado
Como Ă© triste consolar sem ser consolado

Às vezes quando Ă© madrugada
Te levo pra casa no carro a meu lado
Dominada pelo porre
Com seu corpo mole se deita em meus braços

Chorando, falando em desgosto
Aperta meu corpo e beija o rosto meu
Nesta hora a dor me consome
VocĂȘ fala o nome de quem lhe esqueceu

É triste ver vocĂȘ chorar por quem nĂŁo te ama
E para o meu desespero não tenho esperança
VocĂȘ nĂŁo percebe o tanto que sofro ao seu lado
Como Ă© triste consolar sem ser consolado
Como Ă© triste consolar sem ser consolado

Compositor: Vicente Dias/Cleide

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta mĂșsica

Ouça estaçÔes relacionadas a Di Paullo e Paulino no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS