Mula Sem Cabeça

Detonator e As Musas do Metal

Metal Folclore - The Zoeira Never Ends


Ela era uma moça bonita demais, gatinha
Se ela me desse mole, eu pegava
Mas ela tava afim de outro rapaz
Que merda!
Preste muita atenção que daqui a pouco eu volto
Se liga no solo

Ele tinha um sotaque esquisito demais, meio italiano
Vivia na igreja e tinha um saco de hóstia
Ela disse: "eu te amo"
Ele disse: "sua mula, sou padre"
Ela disse: "que se dane! " e deu-lhe uma patolada
E o padre então falou: "demorou! "

Yeah!

Toda noite de lua cheia, de quinta pra sexta
A moça bonita se transforma em uma besta
Essa é a maldição da
Mula Sem Cabeça
Mula Sem Cabeça
Mula Sem Cabeça, não se esqueça

Fale com sua prima
Fale com sua irmã
Quem namora padre é Mula Sem Cabeça

Lá vai ela cavalgando sem rumo e sem cabeça
Pegando fogo, assustando os outros
Ai que meda!
Mula Sem Cabeça
Mula Sem Cabeça
Mula Sem Cabeça, não se esqueça

Fale com sua mãe
Fale com sua vó
Quem dá pro padre é Mula Sem Cabeça

Essa maldição é tipo assim
Doido ou coitado, ela não tem fim
Então se você acha gato o padre Fábio de Melo
Se coçar a periquita, saia correndo, saia de perto

Não seja você também uma
Mula Sem Cabeça
Mula Sem Cabeça
Mula Sem Cabeça, não se esqueça

Fale com sua mãe
Fale com sua vó
Quem dá pro padre é Mula Sem Cabeça

Ai que medo!

Letra enviada por Mariana

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Detonator e As Musas do Metal no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS