Deborah Blando

Unicamente

Deborah Blando

A Luz que Acende o Olhar


Vem sentir
A era das √°guas
O velho tempo terminou
Somos filhos
Da m√£e natureza
Ventre do total amor

Segue-se a história herdada de Atlantis
Todo começo é o caos
A raça humana, eterna mutante nasce ao plano astral

Raiou o sol
Que haja luz no novo dia
A voz da fé
√Č a sombra que te guia

Eu vou buscar
No silêncio do teu mar
Linda sereia
Odoy√° Iemanj√°

Nas ondas que lavam a terra
Vem tecendo um espiral
Tom sereno
Que pulsa no mantra
Do teu canto sideral

Deusa da fonte, rede gigante
Espelho do eterno altar
Dom da vis√£o, do v√īo distante
O sonho pra nos lembrar

Raiou o sol
Olha o mar que alegria
Sentir você
√Č viver em harmonia
Eu vou buscar
Pedras brancas pra te dar
Linda sereia
Odoy√° Iemanj√°

Vem sentir
Somos divinos
Gr√£o de areia da raz√£o
Num só corpo
De unicamente
Escolhemos free will zone

Esse é o motivo
Incerto destino
Tempo é uma ilusão
√ćris da noite
Ela revela a próxima dimensão

Raiou o sol
Que haja luz no novo dia
A voz da fé
√Č a sombra que te guia
Eu vou buscar
No silêncio do teu mar
Linda sereia
Odoy√° Iemanj√°

Raiou o sol
Olha o mar que alegria
Sentir você
√Č viver em harmonia
Eu vou buscar
Pedras brancas pra te dar
Linda sereia
Odoy√° Iemanj√°.

Compositor: Debora Blando / Repolho / A. Levin / C. M. Celli / G. Grody / E. Baptista

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta m√ļsica

Ou√ßa esta√ß√Ķes relacionadas a Deborah Blando no Vagalume.FM

ESTA√á√ēES

ARTISTAS RELACIONADOS