Giramundo

Daniel Groove


Eu não sei falar de amor
Eu não sei viver com saudade
Eu não abro mão de compor
Usando de meias verdades

Abro a porta e deixo entrar
Deixa estar
A dor não para e o mundo segue
Deixa entrar
A luz que chega, cega e fere

Grita dentro do meu peito
Já nem sei o que é direito
Abro a porta e deixo entrar

Vou buscar na noite escura o que se perde
Em não lembrar que o dia sempre amanhece

Grita dentro do meu peito
Já nem sei o que é direito
Abro a porta e deixo entrar

Todo dia a gente escapa
De morrer no fim da história
É claro que o mundo gira
O mundo gira a toda hora
De correr perigo agora
De deixar se ver de perto
De se entregar

Vou buscar na noite escura o que se perde
Em não lembrar que o dia sempre amanhece

Grita dentro do meu peito
Já nem sei o que é direito
Abro a porta e deixo entrar
Eu deixo entrar, deixo entrar
Eu te deixo entrar

Eu deixo entrar
Eu te deixo entrar

Deixo entrar

Letra enviada por João Alves

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Daniel Groove no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS