Página inicial > MPB > D > daBossa

MIX DE MÚSICAS

FOTOS

dabossa - Fotos

Dabossa - "Um Dois"


por Nícolas Christ 
 
    
Composto, arranjado, produzido e gravado por Danilo Cutrim e Jean Charnaux entre julho e agosto de 2019 nos estúdios Neblina, dutambor e Cantos do Trilho e mixado e masterizado por Vitor Farias nos estúdios Oca Mix e Tambor, "Um Dois" é o álbum de estreia do dabossa, projeto formado por Danilo e Jean. Os dois se conheceram em junho desse mesmo ano. A conexão musical e a sintonia entre as personalidades foram tão fortes, que, assim como um processo natural e inevitável, passaram a compor juntos quase que diariamente, e, em menos de um mês, produziram e gravaram o álbum, lançado pela gravadora Deck.
   
Somados à voz de Danilo e ao violão e coro de Jean, o contrabaixo de Jorge Helder, a percussão de Mafram do Maracanã, o cavaquinho de Raul Silva, e as vozes de Letícia Pedroza e Suzana Santana entrelaçam-se em uma atmosfera que remete aos anos 50 do samba-canção clássico de Ângela Maria e Cartola, e 60 da bossa nova de João Gilberto e Tom Jobim.
    
Em tempos contemporâneos de amores líquidos e efêmeros, o samba canção clássico "Pensa Bem", single de lançamento do álbum, convida a um mergulho na profundidade dos sentimentos  e no que cada relação ainda pode reservar e oferecer. "Lábia" mostra que a beleza está além das aparências, e que a simpatia e um sorriso sincero são fundamentais. "Celebrar" é uma exaltação ao milagre da Vida e flerta com sambas-enredo ao subir o andamento e quase que intimar à dança.
    
A faixa "Sintomas do Absurdo" ainda faz contundente crítica social através da história de uma pessoa com sérias dificuldades financeiras, explicitando em seus versos a triste constatação de nossa péssima distribuição de renda, que ceifa oportunidades e sonhos. 
    
O álbum termina de forma emocionante com a declamação do poema "Está Tudo Escrito" por Dona Lúcia, vizinha de Danilo, tendo como fundo musical a igualmente emocionante canção instrumental "Choro pro Hélio", composição de Jean.
    
Danilo, criado na Tijuca, apesar de ter sido desde pequeno influenciado pela Mpb e bossa nova, trazidas a seus ouvidos por seu irmão mais velho e seus pais, teve sua base musical fortemente forjada pelo rock (foi guitarrista e vocalista por 15 anos da banda Forfun) e pelo reggae (integra há 4 anos a banda Braza). Já Jean, nascido e criado na Zona Sul carioca, desde muito novo mergulhou nos estudos do violão clássico e desponta há algum tempo como um dos grandes jovens talentos da música brasileira, acompanhando e tendo tocado com ícones da música mundial como João Bosco, Emílio Santiago e Guinga. 
   
O dabossa sintetiza o encontro da Zona Norte com a Zona Sul, do samba com a bossa, da reflexão com a celebração. E convida todas e todos a dançar e cantar à Vida.