Página inicial > Regional > C > Cristiano Quevedo > Na Garupa Da Milonga

Na Garupa Da Milonga

Cristiano Quevedo


Na garupa da milonga cada um leva o que quer
No coração uma saudade, um sorriso de mulher
Na garupa da milonga vão-se os mistérios da vida
E a magia dos teus olhos me acenando em despedida
Na garupa da milonga nasce o olhar da paixão
E um canteiro de flores semeio em teu coração
Na garupa da milonga esta estampado o sorriso
De um anjo lindo sem asas que veio do paraíso

Morena linda morena te achega que a noite e longa
Tenho sonhado contigo na garupa da milonga
Morena linda morena te achega que a noite e longa
Podemos sonhar juntinhos na garupa da milonga

Na garupa da milonga a tristeza leva um tombo
Se enxerga um touro berrando atirando terra no lombo
Na garupa da milonga vai o paisano assoviando
Parece o primeiro baile depois de tantos veranos
Na garupa da milonga um bando de aves ao leu
Se vão migrando lembranças nas nuvens brancas do céu
Na garupa da milonga que eu cantei na despedida
Eu trago um verso rimado pra mulher da minha vida

Morena linda morena te achega que a noite e longa
Tenho sonhado contigo na garupa da milonga
Morena linda morena te achega que a noite e longa
Podemos sonhar juntinhos na garupa da milonga

Letra enviada por Italo Andrade

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Cristiano Quevedo no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS