Página inicial > Regional > C > Cristiano Quevedo > Do Rio Grande Antigo

Do Rio Grande Antigo

Cristiano Quevedo


Vêm da garganta do tempo esses versos que relato
Quebrando cola de vaca e tirando zebu do mato
Guardo algumas lembranças dos amores que extraviei
E as rédeas, feitas de crinas da potrada que domei

Ah, meu Rio Grande guapo
Daqueles tempos antigos
Quando te canto, parece
Que minh'alma nasceu contigo

Trago timbrado na voz, o berro grosso de um touro
E o grito do tropeiro na hora braba do estouro
Tenho veludo nos dedos pra acariciar a guitarra
E a perícia campesina de quem castra e assinala

Ah, meu Rio Grande guapo
Daqueles tempos antigos
Quando te canto, parece
Que minh'alma nasceu contigo

Letra enviada por Italo Andrade

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Cristiano Quevedo no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS