Página inicial > Folk > C > Corticoide > Anarco-Santos

Anarco-Santos

Corticoide


O Punk de Terreiro
Veio influenciado
Dos terreiros de Umbanda
E de uma banda do caralho

Seu Zé Pilintra disse
Tu num tem coragem não
De mexer com as mandingas
De falar o nome do cão

A Banda Corticoide
Se sentiu desafiada
Resolveu fazer um som
E misturar a batucada

No Rap com Punk
Agora eu vou mandando
Fica ligado no Flow
Que eu sigo rimando

Mas, cadê o Punk de Terreiro?

Somos Anarco-Santos
E nossa meta é
Mostrar a realidade
E trazer a liberdade

Vamos trazer a cultura
Que vem lá do terreiro
Cultura oprimida
Que é do afro-brasileiro

Não deixe a Umbanda morrer
Não deixe essa cultura se acabar
Não deixe a Umbanda morrer
Não deixe essa cultura se acabar

Força que nos dá vida
E a grandeza nos conduz
Umbanda é luz divina
Sua graça nos reluz

Salve os Sete Orixás
Caboclos e Pomba-Giras
Ciganos, Malandros
Exús e as Criancinhas

Compositor: Jimmy Hard; Minotauro

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Corticoide no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS