Vertigem

Colligere

Incerto


Olhe para essas mãos que não tem força para arrancar os próprios olhos.
Que escrevem por folhas brancas e escrevem por cima de outras linhas também.
Escrevo sobre o que não sei.
E falo o que nem sempre faço, apenas pra tentar fazer você sentir o que sinto.
Desenhei a melhor imagem de mim. Dilacerando corpos, cortando os pedaços de quem eu amava.
E arranquei as páginas dos livros e a melodia das canções. Pelas ruas eu andei, colando minhas memórias.
Sou os vales e montanhas que meu humor imita. As águas que eu temi e as noites que tentei enfrentar.
Nesses dias em que tudo parece estar impregnado do seu contrário.
Eu me estilhaço em cacos... E o corpo se refaz a cada instante.
Nesses dias em que tudo parece estar impregnado do seu contrário.
Pensar incomoda como andar a chuva quando o vento cresce e parece que chove mais.

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Colligere no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS