Página inicial > Hardcore > C > Colligere > Parte Dois

Parte Dois

Colligere


Para onde posso ir sem me carregar?Não há outro 'eu' em outro lugar.
Então encaro o desafio de transformar aquilo que me forma.

VELOZ, VELOZ, VELOZ.

Mas atrás da janela é sempre a minha visão cortando outro lugar.
Sempre a minha ideia, sentindo e gravando lá fora outra imagem.
Rápido como as árvores se tornam manchas, a ação mistura o real e o inventado.
Já falei sobre isso antes.
Sobre pés e rodas marcando caminhos e o sabor da morte em meus sentidos.
Devo ir...sugando cada instante.

E o que nós vamos guardar destes dias?
Os flyers e as fotos?as cartas?os mortos que não deixamos enterrar?
Os velhos lugares têm novas pessoas. Quanto tempo vão durar?
Mudar o mundo será apenas mudar o mundo de lugar?
Se o conteúdo se refaz é preciso quebrar ou mudar a embalagem.

Compositor: Rodrigo Ponce

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Colligere no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS