Tempestade

Circus Rock


Me perco em meus próprios compromissos
Lembretes das metas que eu crio pra
Me organizar

Minha cabeça explode bem na hora de dormir
Me deixando inquieto logo ao deitar
Com pensamentos que esqueci ao longo do dia
Não sei se é ansiedade ou uma insônia qualquer
E o tempo acelerado e múltiplas informações
Não sei se estou confuso ou tenho mil funções

Me pego saturado cheios de coisas a fazer
Quantos mais tempo livre menos tenho para mim
Me perco em meus próprios pensamentos
Pra me concentrar e satisfazer
Os objetivos que crio pra me entender
Vejo amigos se perdendo em uma tempestade
Fingindo estar contente mas sempre sigo em frente
Corpos tão vazios com a cabeça fechada
Dentro do próprio peito não sente mais nada
Com medo de ser sincero bloqueio emoções
Sentimento expresso
Num mundo de ilusões

Cada vez mais perto ao mesmo tempo incerto
Cada vez mais longe fora do concreto
Cada dia um leão no meio da multidão
Dentro de um coliseu lutando pelo pão
A morte chega perto e deixa mais esperto
Continuo quebrando os muros do castelo

Cada vez mais cinzas
Cada vez mais secos
Cada vez mais artificiais
Como chegar aqui
E o maior problema esta dentro de nós?
Porque hoje o maior problema, está dentro de nós?
Está dentro de nós
Está dentro de nós
O maior problema
Está dentro de nós

Compositor: Alex Heink, Bernardo Tavares, Henrique Barreto e Felipe Aquino

Letra enviada por Felipe Aquino

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Circus Rock no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS