Página inicial > Hardcore > C > Circus Rock > Sangue nos Olhos

Sangue nos Olhos

Circus Rock

Em Meio à Destruição


Sangue nos olhos duro de matar
Sede de vingança não há o que perdoar
No meio dessa guerra do nosso dia a dia
As cores se desmancham se transformando em cinza
Em um mundo de aparências repleta de ilusão
Tanta ignorância perderam a razão
Luta todo dia vence o melhor
Pisa nos outros
Não fica de bobeira

A covardia mora ao teu lado
Vai tentar te derrubar

As mentiras tomam conta da vida real
preconceito construindo a verdade ideal
Sentimento e fraqueza vistos como um só
Fraternidade transformada em algo pior

A covardia mora ao teu lado
Vai tentar te derrubar quando não esperar

A ganância tomou conta ao redor
Se enganou quem achou que ia mudar
Programados com sentido de explorar
Já desiste antes mesmo de tentar

Humildade e honestidade entram em discórdia
Fanatismo e a fé cega se juntam pra piorar
Geração perdida dentro de um sistema
tem que se salvar
Hipocrisia como bússola pra direcionar

E a negatividade sempre tenta nos acomodar
a buscar por viver melhor nos faz continuar
Vivenciando o caos sempre tendo persistência
Tu não ta sozinho somos todo resistência

Com a consciência leve em meio a destruição
levantar barreiras não traz a solução
Briga infinita entre vermelho e azul
conflito entre dois lados que não vai a lugar algum
Pessimismo pesando as costas
aos poucos roubando sua essência
Te fez cair agora vê se ergue tua cabeça
É tudo aparência tão lutando contra consequência
Dogma e tradição sempre levam a agressão

Simples faladas das coisas como se fossem muito fáceis
como se o único lado da história escrito fosse o real
Desculpa parceiro quem fala muito livro aberto
nunca viu nenhum
Se informa antes de falar e de uma história abraçar
Agora tu percebe não foi só você quem viu
Eu lembro do momento muito triste quando descobriu
A história real os motivos por trás das ideologias
Que sem mesmo perceber dominam tua vida

Quero acreditar na minha utopia
Onde há respeito e harmonia
Viver a vida e sonhar, diversas coisas a mudar
E os erros deixados para trás
não vou permitir destruir sua vida


Nem esquerda ou direita vão achar solucionar
Jogam o jogo do sistema
Se corrompem pra ganhar
E os seus servos carregados de utopia e hipocrisia
se esquecem do contexto é necessário harmonia

Sangue nos olhos
Sangue nos olhos
Sangue nos olhos

Nunca desiste e não fica de bobeira!

Compositor: Bernardo Tavares, Felipe Aquino, Pedro Merlino e André Fully

Letra enviada por Felipe Aquino

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Circus Rock no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS