Página inicial > Romântico > C > Chitãozinho e Xororó > Caipira/Majestade o Sabiá (Com Bruna Viola)

Caipira/Majestade o Sabiá (Com Bruna Viola)

Chitãozinho e Xororó


O que eu visto não é lindo
Ando até de pé no chão
E o cantar de um passarinho
É pra mim uma canção
Vivo com poeira da enxada
Entranhada no nariz
Trago a roça bem plantada
Pra servir ao meu país

Sou sou desse jeito e não mudo
Aqui eu tenho de tudo
E a vida não é mentira
Sou sou livre feito um regato
Eu sou um bicho do mato
Me orgulho de ser caipira

Doutor eu não tive estudo
Só sei mesmo é trabalhar
Nesta casa de matuto
É bem vindo quem chegar
Se tenho as mão calejadas
É do arado rasgando o chão
Se a minha pele é queimada
É o sol forte do sertão

Ah! Tô indo agora
Pra um lugar todinho meu
Quero uma rede preguiçosa pra deitar
Em minha volta sinfonia de pardais
Cantando para a majestade o sabiá

Meus pensamentos
Tomam formas e viajo
Vou pra onde Deus quiser
Um vídeo-tape que dentro de mim
Retrata todo o meu inconsciente
De maneira natural

tô indo agora tomar banho de cascata
Quero adentrar nas matas
Aonde Oxossi é o Deus
Aqui eu vejo plantas lindas e selvagens
Todas me dando passagem perfumando o corpo meu

Compositor: Joel Marques Roberta Miranda

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Chitãozinho e Xororó no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS