Página inicial > Sertanejo > C > Chiquito e Bordoneio > Versos Para Um Tropeiro

Versos Para Um Tropeiro

Chiquito e Bordoneio


Os olhos cansados do velho tropeiro
O rosto enrugado que a vida lhe fez
As mãos calejadas relembra o aramado
Das tropas de gado, só sobrou uma rês

Arreios sovados, guardados com zelo
Relembra dos pêlos que tanto montou
Pro velho tropeiro só resta a lembrança
Dos berros de boi que o destino levou

A idade avançada já quase no fim
Relembra em mim seus tempos de piá
Quando ouvia o berrante que seu pai tocava
Pra abrir a porteira pra boiada passar

Mateando solito ao redor do braseiro
O velho tropeiro reconhece seu fim
De repente seu neto lhe faz um pedido
Me deixe o berrante de herança pra mim
XOTE

Compositor: Márcio Fava - Mauro Lanfredi

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Chiquito e Bordoneio no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS