Sozinho

Chico Rey e Paraná

Vol.2


De que me vale esta vida
Se eu que vivo tão sozinho
Sou pó a se erguer sem rumo no chão
Perdido nos caminhos
Não vi porque já não existo
Não vou porque não sei se vi
Só sei que me restou agora esta
Paixão doida a roer dentro de mim

E foi por te amar querida e não ser amado
Que em sombra me transformei e ninguém me vê
Se tudo é fácil pra mim
E não tem sentido eu quero luz
Pra minha vida do sol que agora vem de você

Prazer de prosseguir
Não tenho depois que você foi embora
Tão só procuro claridade
No céu a iluminar lá fora
Porque tantas manhãs passaram
Mas eu nesta manhã parei
Manhã que nunca se fez dia
Na noite do meu tempo
Porque a vida lhe entreguei

E foi por te amar querida e não ser amado
Que em sombra me transformei e ninguém me vê
Se tudo é fácil pra mim
E não tem sentido eu quero luz
Pra minha vida do sol que agora vem de você

Compositor: José Fortuna/Carlos Cezar

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Chico Rey e Paraná no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS