O Mendigo

Chico Rey e Paraná

Meu Próprio Destino


São tantas as histórias de amor
Que todos contam pela vida afora
Mulheres maldizendo a sua sorte
Porque seu bem um dia foi embora

Quem teve um amor para perder
Um dia no passado foi feliz
Só eu que nunca tive novidade
Eu sou alguém que nunca ninguém quis

Eu sou a bola que ninguém chutou
O fruto de um amor que foi desfeito
Eu sou a consequência de um pecado
Desenho que o pintor não fez direito

Eu sou aquele disco da gaveta
Que um locutor o trancou pra não tocar
Eu sou aquele homem de moleta
E a vida me obriga a caminhar

Compositor: Piracelmo/Teodoro

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Chico Rey e Paraná no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS