Página inicial > Sertanejo > C > Chico Rey e Paraná > Lembranças de Quem Eu Amo

Lembranças de Quem Eu Amo

Chico Rey e Paraná

Meu Próprio Destino


Vejo um vaso de flor sobre a mesa
No instante em que entro em meu lar
É a lembrança de alguém que eu amo
Que jamais para mim voltará

Contemplando as flores tão lindas
Que um dia a ela entreguei
Lembro ainda os abraços e beijos
Que em troca das flores ganhei

Quem morria de inveja de mim
Pode agora brindar meu castigo
Se quiser conquistá-la pode ir
Saudade que vive sempre
Ela já não está mais comigo

Na poltrona em que ela sentava
Pra assistir a televisão
Vejo agora ocupar o seu lugar
Minha triste e cruel solidão

Nosso amor invejado amor
Hoje é só amargura e despeito
De manhã me levanto chorando
E a noite chorando me deito

Quem morria de inveja de mim
Pode agora brindar meu castigo
Se quiser conquistá-la pode ir
Saudade que vive sempre
Ela já não está mais comigo

Compositor: Praense/Juliano

Letra enviada por lincoln greik dos santos

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Chico Rey e Paraná no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS