Página inicial > Sertanejo > C > Chico Rey e Paraná > Alguém na Multidão

Alguém na Multidão

Chico Rey e Paraná

Vol.11


Hoje eu acordei, beijei a sua foto
E bateu forte uma saudade de você
Quase tive ódio de mim mesmo por ser fraco
E não ter peito para te esquecer
Estou meio amalucado e já criei até mania
De te ver em meio à multidão
Mas que nada essa cidade é muito grande
E meu recado eu te mando através desta canção

Vem pra mim
Pois não consigo te arrancar do coração
Não sei onde errei, mas te peço perdão
O seu abraço eu espanto a solidão
Vem pra mim
Que assim outro dia pra nós vai nascer
E nunca mais eu em entro nessa de sofrer
Você em minha vida só me da prazer

No dia em que você voltar
Eu vou sair descabelado feito um louco pela rua
Gritando aos quatro ventos
Que fiquei quase pirado de tanta saudade sua
Quem ama como eu vai bater palmas
Quando ver que eu e você estamos numa boa
Pirado é aquele que ama alguém, se acovarda
E não tem peito pra buscar essa pessoa

Compositor: Paiva/Doralice Rodrigues

Letra enviada por lincoln greik dos santos

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Chico Rey e Paraná no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS