Página inicial > Bossa Nova > C > Chico Buarque > Hino da Repressão

Hino da Repressão

Chico Buarque

Malandro


HINO DA REPRESSÃO

Se atiras mendigos
No imundo xadrez
Com teus inimigos
E amigos talvez
A lei tem motivos
Pra te confinar
Nas grades do teu próprio lar

Se no teu distrito
Tem farta sessão
De afogamento, chicote
Garrote, punção
A lei tem caprichos
O que hoje é banal
Um dia vai dar no jornal

Se manchas as praças
Com teus esquadrões
Sangrando ativistas
Cambistas, turistas, peões
A lei abre os olhos
A lei tem pudor
E espeta o seu próprio inspetor


E se definitivamente
A sociedade só tem desprezo e horror
E mesmo
E mesmo nas galeras és nocivos
És um estorvo, és um tumor
Que Deus te proteja
És preso comum
Na cela faltava esse um.

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Chico Buarque no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS