• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Pendurado de banda
    No vão da varanda
    Do prédio a rodar,

    Não sei mais se é o mundo
    Que cai aos meus pés
    Ou de pernas pro ar;

    Embebedado de você.
    Tonto na beirada da

    Tentação de cair e voar,
    Até me aninhar em você,

    Mal parado num muro
    Sem prumo, em que estudo
    Onde me equilibrar.

    Entre o chão e o barraco
    De estrelas que cai
    No que foi nosso lar.

    Abandonado por você,
    Louco querendo mamar

    Do segredo da vida e gritar
    Até me agarrar em você.

    Arrastado por dentro
    Ao meu próprio espetáculo
    Em tal patamar

    Pela mão da sereia.
    Que vai se tornando
    A sirene a soar.

    Convidado de luxo
    A deixar a ribalta de amar

    Pela escada de incêndio e baixar
    Até me assistir escapar você.

    Muito embora indo embora,
    Eu mesmo mentindo
    Devo argumentar:

    Sou a sobra do efeito
    Cascata da vodca
    E desse luar.

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Chico Buarque

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.