• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    TODOS
    Vamos tratar uma hospedagem
    Pra descansar e seguir viagem

    GATA
    Olha que linda aquela pensão
    Se chama “Pousada do bom barão''

    JUMENTO
    Para mim, esse nome, não sei não

    GALINHA
    Já tou por aqui de tanto barão

    GATA
    Mas vamos, mas vamos, não custa tentar
    É só pruma noite e depois se mandar

    CACHORRO
    Ai, ai, ali tem uma placa
    Que cheira a uma bruta urucubaca

    TODOS
    Proibida a entrada
    Exijo gravata e dados pessoais
    Proibido aos mendigos e aos animais
    Ahhhhhhhhhhhhhh!!!

    JUMENTO
    Puxa, puxa, que desacato
    Eu, afinal, sou jumento ou rato?

    CACHORRO
    Poxa, poxa, que desrespeito
    Se duvidar, eu entro no peito

    GALINHA
    Cacilda, cacilda, que bela tramóia
    Já tava pensando numa bóia

    GATA
    Que bode, que bode, mas isso é o fim
    Parece que todos estão contra mim

    CRIANÇAS
    Tentem olhar ali pela janela
    Quem sabe não tem ninguém dentro dela
    E se for assim vocês podem entrar
    Fazer uma boca e se arrancar

    JUMENTO
    Puxa, puxa, o que é que estou vendo?
    Vivendo e aprendendo, vivendo e
    aprendendo
    Tem quatro pessoas naquele salão
    E uma das quatro é o meu patrão

    CACHORRO
    Poxa, poxa, vejam vocês
    É o meu patrão já com os outros três

    GATA
    Que grilo, que grilo, não é uma boa
    Aquela coroa é a minha patroa

    GALINHA
    Cacilda, cacilda, coisa de maluco
    É o meu patrão que tá com o trabuco

    CRIANÇAS
    Caramba, caramba, como é que é
    Eu acho que é hora de dar no pé
    Pra quem não quiser entrar de gaiato
    O melhor negócio é dormir no mato

    TODOS
    Caramba, caramba, como é que é
    Eu acho que é hora de dar no pé
    Pra quem não quiser entrar de gaiato
    O melhor negócio é dormir no mato

    JUMENTO
    Porém, porém, já tou fulo da vida
    Ter toda a razão e nenhuma comida

    CACHORRO
    A minha barriga não se acostuma
    A ter toda razão e comida nenhuma

    GALINHA
    Porém, porém, já me sinto aflita
    Me sinto assada, acho que tou frita

    GATA
    É já, é já, vamos sentar a pua
    Botar os safados no meio da rua

    TODOS
    Quatro juntos braços dados
    Damos o fora nesses safados
    Braços dados juntos quatro
    Chutar os safados pra fora do teatro
    Dados juntos quatro braços
    E esses safados já tão no bagaço
    Quatro braços dados juntos
    E esses safados vão virar presunto


    ----------------------------------------------
    1977 © by Cara Nova Editora Musical Ltda

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Chico Buarque

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.