Página inicial > MPB > C > Céu > Sangria

Sangria

Céu

Tropix


Na mutação do meu desenho e cores
escorre tinta das flores de um coração devastado
Quero sangrar todos os climas e tempos
já que não posso levar as estações que passam
Sangria
Um copo pra misturar
a água clara dos olhos e o fruto doce dos sonhos

Sangria
Já que não posso estancar
o gosto pelo infinito e o que corre pro sol

Na transformação do meu desenho e cores
escorre tintas das flores de um coração devastado
Quero sangrar, todos os climas e tempos
já que não posso levar as estações que passam
Sangria... Um copo pra misturar
a água clara dos olhos e o fruto doce dos sonhos
Sangria
Já que não posso estancar
o gosto pelo infinito e o que corre pro sol

Compositor: Céu/Lirinha

Letra enviada por Leandro Lima

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Céu no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS