Leguera

Cesar Oliveira & Rogério Melo


Leguera querendo vaza
Alí no próprio retumbo
Enforquilhou-se nas azas
Que tem a alma do bumbo
Enforquilhou-se nas azas
Que tem a alma do bumbo

Leguera se fez teatina
Não ficou rastro nem poeira
Solta o feitiço de china
Quem "brujou" esta chacarera
Solta o feitiço de china
Quem "brujou" esta chacarera

Por que sera que esta andeja
Pra ao tempo não pede trégua
Talvez porque a vida seja
A consequencia das léguas
Talvez porque a vida seja
A consequência das léguas

Repicam junto as baquetas
Sons de guitarras matreiras
Mescla de ânsias sotretas
Que te fizeram leguera
Mescla de ânsias sotretas
Que te fizeram leguera

Leguera te foste sole
E por aqui deixaste um vago
Que sempre se desconsola
Ao recordar teus afagos
Que sempre se desconsola
Ao recordar teus afagos

As noites de lua cheia
Quando um ventito escramuça
A leguera galopeia
E o bumbo sem rumo pulsa
A leguera galopeia
E o bumbo sem rumo pulsa

Talvez num romper de aurora
Seja o destino matiaço
E a maula que se foi embora
Volte trazendo o compaço
E a maula que se foi embora
Volte trazendo o compaço

Repicam junto as baquetas
Sons de guitarras matreiras
Mescla de ânsias sotretas
Que te fizeram leguera
Mescla de ânsias sotretas
Que te fizeram leguera

Letra enviada por Italo Andrade

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Cesar Oliveira & Rogério Melo no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS