• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Na garupa do vento, veio um gritito pra mim

    Riscado de adaga e lança, lutando pra não ter fim

    E um gritito campeiro que já serviu de clarim

    Bis
    Gritou na goela de um taura e agora grita por mim
    Int.

    Esta terra tem dono, disse um índio do Rio Grande

    Sou mescla desse entrevero, templado de terra e
    sangue

    Por isso que quando escuto uma cordeona roncar

    Bis
    Chega me levantar o pêlo e eu sou obrigado a gritar


    De São Miguel à Mercedes, de Santiago ao bororé

    De Santo Isidoro à São Borja, donde canta o chamamé

    No canto macho dos galos, na flor azul do aguapé
    Bis
    Ainda se escuta este grito do cacique dom sepé
    Bis

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Cesar Oliveira & Rogério Melo

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.