A Carta

César Menotti e Fabiano

Ao vivo no Morro da Urca


Escrevo-te estas mal traçadas linhas meu amor
Porque veio a saudade visitar meu coração
Espero que desculpes os meus erros por favor
Nas frases desta carta que é uma prova de afeição

Talvez tu não a leias mas quem sabe até darás
Resposta imediata me chamando de "Meu Bem"
Porém o que me importa é confessar cada vez mais
Não sei amar na vida mais ninguém

E quanto tempo faz, que vi no teu olhar
A vida cor-de-rosa que eu sonhava
E guardo a impressão, de que já vi passar
Um ano sem te ver, um ano sem te amar

Ao me apaixonar por ti não reparei
Que tu tiveste só entusiasmo
E para terminar, amor assinarei
Do sempre, sempre teu...

Talvez tu não a leias mas quem sabe até darás
Resposta imediata me chamando de "Meu Bem"
Porém o que me importa é confessar cada vez mais
Não sei amar na vida mais ninguém

E quanto tempo faz, que vi no teu olhar
A vida cor-de-rosa que eu sonhava
E guardo a impressão de que já vi passar
Um ano sem te ver, um ano sem te amar

Ao me apaixonar por ti não reparei
Que tu tivesse só entusiasmo
E para terminar, amor assinarei
Do sempre, sempre teu...

Compositor: Benil Santos/Raul Sampaio

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a César Menotti e Fabiano no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS