2020

Celso Pedrini

Outra Frequência


Às vezes me falta a palavra certa
Exata, reta, correta, dura e concreta
Mil faces fracionadas de uma única razão
Sonho, levito, mas não evito
Ser Paixão, Emoção e Coração
Meu Amor não foi artigo de jornal
Descartado no dia seguinte
De 2020 ou 20 anos atrás
Mas um livro precioso guardado
Na Biblioteca de minha Essência
Protegido no mais íntimo recanto de meu Ser!
Ser ou não ser mais pra você
Não importa, pois já sei a resposta
Minha vida não é uma aposta
Mas se pudesse jogaria todas as minhas fichas em você!
Hoje estamos em Outra Frequência
Observe só a diferença
De quem fui um dia, de quem foi você
Acabou! Quem diria? Resta esquecer
Mas como vou tirar você da minha alma?
Meus sentimentos extrapolam a preservação
Por você me jogaria de novo no abismo
Sem paraquedas, mas nunca mais iria te largar!
Queria tanto te dizer o que eu sinto
Olhando bem no fundo dos teus olhos
Castanhos como os meus
Mas não são Esverdeados como meu Coração
Que um dia já te pertenceu
Mas às vezes me falta a palavra certa

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Celso Pedrini no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS