Página inicial > Pop/Rock > C > Cazuza > Baby Lonest

Baby Lonest

Cazuza

Burguesia


Baby lonest
Ninfa do asfalto
Todo o ocidente nos ombros
Que a noite defloram dentes
E depois adormecem

A vida de alôs e beijos
Os sábados na cidade
De Telerj em Telerj
O amor te deixa em cacos

Metade da mesada em fichas
E os corações ocupados

Não chore, honey, não chore
Oh, honey, não chore

Amanhã tem baby lonest
Amanhã tem
Amanhã tem baby lonest
Amanhã tem

Baby lonest
Olhos injetados
Nas pernas daquela avenida
Baby lonest
Sonho de amor suicida
Baby lonest
E os olhos de sangue
Nas pernas daquela menina
Nas pernas daquela menina

Amanhã tem baby lonest
Amanhã tem baby lonest
Amanhã tem

Não chore, baby, não chore
Oh, baby, não chore

Amanhã tem revolution
Amanhã tem
Amanhã tem revolution

(Poema de Leduscha adaptado por Cazuza e Lobão)

Escrito por Cloreliene

Compositor: Cazuza, Leduscha, Lobão

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Cazuza no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS