Não Me Censures

Cascatinha & Inhana

Grandes Sucessos


Não me censures por que estou bebendo
Não me perguntes por que estou penando
Quero contar a minha mágoa
Nesta canção que canto chorando

Acabo de ver nos braços de outro
Aquela mulher que eu tanto amei
Dizem que homem não chora
Mas eu confesso que não suportei

Uma paixão é doída
E o desprezo maltrata
Hoje me entrego à bebida
E a culpa é somente daquela ingrata


Acabo de ver nos braços de outro
Aquela mulher que eu tanto amei
Dizem que homem não chora
Mas eu confesso que não suportei

Uma paixão é doída
E o desprezo maltrata
Hoje me entrego à bebida
E a culpa é somente daquela ingrata

(Pedro Paulo Mariano - Santa Maria da Serra-SP)

Compositor: Luiz de Castro e Sebastião Aurélio

Letra enviada por Pedro Paulo Mariano

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Cascatinha & Inhana no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS