Mulher Ciumenta

Cascatinha & Inhana


ELE:

Mulher danada, ciumenta,
Não há quem aguenta
Essa tentação;
De tudo você tem ciúme
Formula queixume
Sem haver razão;
Procuro ser um bom marido
E sempre te digo
Que te tenho amor;
Mas com esse instinto de maldade
A nossa amizade
Transforma em rancor.

ELA:

Marido quando é sem juízo
Entra num abismo,
É uma tentação;
E a mulher que é honesta
Sempre nunca presta,
Nunca tem razão;
Eu sou mesmo ciumenta
E desta tormenta
Você é culpado;
Precisa compreender
Que tem o dever de homem casado.

ELE:

Se estou em casa, está falando;
Se saio, você quer brigar.
Só vive me atormentando
Implica até de eu trabalhar.
Mulher danada, ciumenta,
Não pode ser como você quer:
Ou acaba essa tormenta
Ou você vai viver aonde quiser.

ELA:

As vezes que você me xinga,
Eu te xingo pra pagar:
"Quem não pode com mandinga
Não carrega patuá".
Eu sou mesmo implicante,
Sou intrigante
Mas vou dizer:
Todo homem que é casado
Tem um osso duro pra sempre roer.

Compositor: Nonô Basílio - Palmeira

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Cascatinha & Inhana no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS