Azulão da Mata

Cascatinha & Inhana


Oh! azulão da mata
Se você soubesse
O quanto o seu gorjeio
Me maltrata e me entristece
Oh! azulão da mata
Se você soubesse
O quanto o seu gorjeio
Me maltrata e me entristece
O azulão da mata quando canta
Pertinho de onde eu moro
Não resistindo a saudade
De tristeza eu choro, choro
O azulão da mata quando canta
Pertinho de onde eu moro
Não resistindo a saudade
De tristeza eu choro, choro
Oh! azulão da mata
Se você soubesse
O quanto o seu gorjeio
Me maltrata e me entristece
Oh! azulão da mata
Se você soubesse
O quanto o seu gorjeio
Me maltrata e me entristece
Eu fiz um ranchinho com intenção
De com ela me casar
Mas ela virou a cabeça
Resolveu me abandonar
Eu fiz um ranchinho com intenção
De com ela me casar
Mas ela virou a cabeça
Resolveu me abandonar
Oh! azulão da mata
Se você soubesse
O quanto o seu gorjeio
Me maltrata e me entristece
Oh! azulão da mata
Se você soubesse
O quanto o seu gorjeio
Me maltrata e me entristece
Mas quem sabe um dia se Deus quiser
Meu benzinho vai voltar
O gorjeio do azulão
Voltará pra me alegrar
Mas quem sabe um dia se Deus quiser
Meu benzinho vai voltar
O gorjeio do azulão
Voltará pra me alegrar
Oh! azulão da mata
Se você soubesse
O quanto o seu gorjeio
Me maltrata e me entristece
Oh! azulão da mata
Se você soubesse
O quanto o seu gorjeio
Me maltrata e me entristece

(Pedro Paulo Mariano - Santa Maria da Serra-SP)

Compositor: Everaldo Ferraz

Letra enviada por Pedro Paulo Mariano

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Cascatinha & Inhana no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS