Dejame Entrar (tradução)

Carlos Vives


Por favor Entrar


deixe-me olhar no seu X 4


me Deixe em seus olhos

eu chegar a sua alma

permite ficar entre os seus beijos

sei que você carrega dentro


me Deixe-nos o seu silêncio

deixe-me ver as suas memórias

para saber que se você

a menina que eu carrego no meu sonho


cheiro de grama em seu cabelo

com o solo em seus dedos

deixa marca no chão

parto desfrutando de um sonho


Isso madrugada perfume

com o cheiro de seu corpo

e dá bons dias no sol

em beijos quentes


deixe-me olhar no seu X 4


Seja a sua partida e chegada

quer nascer de sua calma

deixe-me ser os seus pensamentos

saber o que você carrega dentro


me Deixe-nos o seu silêncio

deixe-me ver as suas memórias

para saber que se você

a garota que eu estive em meus sonhos


cheiro de grama em seu cabelo

com o solo em seus dedos

deixa marca no chão

parto desfrutando de um sonho


Isso madrugada perfume

com o cheiro de seu corpo

e dá bons dias no sol

em beijos quentes


me deixe em seus olhos

me deixar entrar pela janela

me deixe em seus olhos

para fora da janela do seu coração

me deixe em seus olhos

deixe-me vê-lo pela manhã

me deixe em seus olhos

quando o sol aquece-nos já


Quando eu conhecê-lo

enrreda me fez pensar

minha respiração

que eu nunca esperava

enquanto não acontecendo comigo

's minha canção para você


me deixe em seus olhos

me deixe em seus olhos

deixe-me ver que não há retorno

me deixe em seus olhos

para me deixar em seus beijos

me deixe em seus olhos

deixe-me ver as suas memórias

me deixe em seus olhos

quer nascimento de seu silêncio

me deixe em seus olhos

e viajar por todo o corpo, sim!

me deixe em seus olhos

para morrer em seus beijos

deixe-me olhar no seu X 3


Dejame Entrar


déjame entrar en tu mirada X 4


Déjame entrar en tu mirada

quiero llegar hasta tu alma

deja quedarme entre tus besos

saber los que llevas por dentro


Déjame entrar en tu silencio,

déjame ver en tus recuerdos

para saber que si eres tú

la niña que llevo en mi sueño


La que huele a hierba en su pelo

la que lleva tierra en sus dedos

la que deja huella en su suelo

la que goza pariendo un sueño


Que perfuma las madrugadas

con el aroma de su cuerpo

y le da buenos dias al sol

en lo caliente de sus besos


déjame entrar en tu mirada X 4


Ser tu partida y tu llegada

quiero nacer desde tu calma

déjame ser tus pensamientos

saber lo que llevas por dentro


Déjame entrar en tu silencio

déjame ver en tus recuerdos

para saber que si eres tú

la niña que llevo en mis sueños


la que huele a hierba en su pelo,

la que lleva tierra en sus dedos,

la que deja huella en su suelo

la que goza pariendo un sueño


Que perfuma las madrugadas

con el aroma de su cuerpo

y le da buenos dias al sol

en lo caliente de sus besos


déjame entrar en tu mirada

déjame entrar por la ventana

déjame entrar en tu mirada

por la ventana de tu corazón

déjame entrar en tu mirada

déjame verte en las mañanas

déjame entrar en tu mirada

cuando ya nos calienta el sol


Cuando contigo me encuentro

se me enrreda el pensamiento

se me corta la respiración

esto yo nunca me lo esperaba

hace tiempo no me pasaba

para ti va mi canción


déjame entrar en tu mirada

déjame entrar en tu mirada

déjame ver que no hay regreso

déjame entrar en tu mirada

déjame entrar hasta tus besos

déjame entrar en tu mirada

déjame ver en tus recuerdos

déjame entrar en tu mirada

quiero nacer de tu silencio

déjame entrar en tu mirada

y recorrer todo tu cuerpo, si!

déjame entrar en tu mirada

para morir entre tus besos

déjame entrar en tu mirada X 3


Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS