Página inicial > Samba Enredo > C > Caprichosos de Pilares

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS

O Grêmio Recreativo Escola de Samba Caprichosos de Pilares foi fundado em 19 de fevereiro de 1949 e, desde a sua fundação, já conquistou três títulos de campeão do carnaval, sempre nos chamados grupos de acesso, respectivamente nos anos de 1960, 1971 e 1982.

O primeiro triunfo da agremiação azul e branca de Pilares aconteceu 11 após sua fundação, em 1960. Com o enredo Invasão Holandesa na Bahia, a Caprichosos pela primeira vez comemorou um título de campeã.

A festa só iria se repetir 11 anos mais tarde, em 1971, com a conquista do à época terceiro grupo. O tema apresentado pela Caprichosos foi Primaveras, e levou a escola ao segundo grupo.

Depois de muito tempo sem maior projeção, a Caprichosos voltou a brilhar 11 anos depois, sagrou-se Campeã do Grupo de Acesso 2 em 1982 com o marcante enredo Moça bonita não paga... , sobre a feira livre.

De 1983 até hoje, apesar de não ter obtido nenhuma primeira colocação na opinião dos julgadores, a Caprichosos realizou desfiles dignos de tal honra, reconhecidos até pelo poder público. Foi assim, por exemplo, em 1985. Com o tema E por Falar em Saudade, a agremiação não passou de uma modesta quinta posição nas notas dos avaliadores oficiais, mas o impacto de sua apresentação, sob um sol de verão das 11 hs, fez com que o prefeito da cidade na ocasião - o ex governador Marcello Alencar - afirmasse que o resultado, que dera o campeonato à Mocidade Independente de Padre Miguel, fora injusto.

Vários outros bons desfiles se seguiram àquele, mas nenhum deles obteve repercussão tão intensa. Nesta década e meia de participações, apenas uma vez a Caprichosos não se exibiu no Grupo Especial. Aconteceu no carnaval de 1997, quando a agremiação desfilou no Grupo de Acesso A, com o tema Do Tambor ao Computador, depois de ter sido rebaixada no ano anterior, no desempate, na leitura da última nota do último quesito apurado - decisão até hoje contestada pela escola.

Para marcar seu retorno ao Grupo Especial, em 1998, a Caprichosos de Pilares escolheu o enredo Negra Origem, Negro Pelé, Negra Bené, uma homenagem à raça negra e todas as suas contribuições à formação da nação brasileira. Uma homenagem feliz, que mostrou o negro senhor, o negro representado pela força de grandes líderes como Martin Luther King e Nelson Mandela; de grandes esportistas como Adhemar Ferreira da Silva e João Carlos de Oliveira; de grandes músicos, da influência na culinária e, claro, da força política e social como Pelé, o atleta do século e rei do futebol, e a senadora Benedita da Silva, mulher, negra e favelada, como ela mesma diz - mas uma vencedora, como é a nossa escola.

Fonte: CaprichososdePilares.com.br