Página inicial > Indie > C > Capitão Fausto > Os Dias Contados

Os Dias Contados

Capitão Fausto


Se ao longe achar que nunca vai servir
Caguei, eu escuso de me aproximar
Só ponho creme nas manchas da pele se funcionar
Recordo, dou cor, dou corda ao despertador
E ponho aquilo que eu tiver de pôr
Que a cortisona acaba por bater
E as manchas apagar
Eu vou morrer
Eu vour morrer
Mas antes vou aproveitar bem
Se eu não crescer eu vou morrer
Debaixo das saias da mãe
Onde eu 'tou tão bem
E se eu achar que nunca está pra vir
Peço que estejas cá pra relembrar
E que me obrigues sempre a insistir em trabalhar
Recordo a cor, dou corda ao despertador
E ponho o corpo todo ao teu dispor
Enquanto ainda há tempo pra viver
Amanhã vai ser melhor
Eu vou morrer, eu vou morrer
Mas antes vou aproveitar bem
Se eu não crescer eu vou morrer
Por debaixo das saias da mãe
Onde eu 'tou tão bem
(onde eu tou 'tão bem)

Letra enviada por Sarah Cardoso Affonso

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Capitão Fausto no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS