A Manhã

Capital Inicial


Acorda, a manhã nos brinda com a sua última hora
Os sonho redobram os desejos
Tuas mãos delicadas redefinem os teus seios
E o sol sabe lá, enfim se lembrará de nós

A distância é boa, nossas bocas ficam mudas
E um beijo nos lança, pro silêncio de tantas outras
Teu sorriso é senão uma foto desfocada
Que nos lembra um instante que não somos

Acorda a manhã é longa e nos divide em dois

Tua mãos pequenas tocam minha ausência
É impossível a direção ds ruas sem entender nossos passos
Já não há com quem lutar, se o mar não nos alcança
E a hora tenta o passado

A distância é boa, nossas bocas ficam mudas
E um beijo nos lança, pro silêncio de tantas outras
Teu sorriso é senão uma foto desfocada
Que nos lembra um instante que não somos
Acorda a manhã é longa e nos divide em dois


Nos braços de dois mil anos
Eu nasci sem ter idade
Sou casado, sou solteiro
Sou baiano e estrangeiro

Meu sangue é de gasolina
Correndo não tenho mágoa
Meu peito é de sal de fruta
Fervendo num copo d' água

Compositor: Murilo Lima, Fábio Rossi & Rb Music Edições

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Capital Inicial no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS