Caminho das Índias (novela)

Beedi Jalaile (abertura) (tradução)

Caminho das Índias (novela)

Caminho das Índias


Beedi Jalaile (abertura) tradução


Sem cobertores

Sem lençóis

Sem cobertores

Sem lençóis

E este vento frio vem ao meu encontro

Sem cobertores

Sem lençóis

E este vento frio vem ao meu encontro

Está tão frio, pegue o lençol de alguém

Vá pegar um pouco do fogo da vida

Vá pegar um pouco do fogo da vida


Acenda seu cigarro

No meu coração

Como se houvesse um fogo ardendo

Acenda seu cigarro

No meu coração

Como se houvesse um fogo ardendo


Não deixe a fumaça sair de seus lábios, amor

Ah ha

Não deixe a fumaça sair de seus lábios, amor

Porque este mundo já está todo bagunçado


Acenda seu cigarro

No meu coração

Como se houvesse um fogo ardendo


Sem cobertores

Sem lençóis

E este vento frio vem ao meu encontro

Está tão frio, pegue o lençol de alguém

Vá pegar um pouco do fogo do forno do vizinho

Vá pegar um pouco do fogo do forno do vizinho


Sem culpa

Sem provas

Sem culpa

Sem provas

Sem cometer crime algum

Fui sentenciado à morte

Fui sentenciado à morte


Algum dia, me chame de tarde

Leve-me ao julgamento, me amarre à coleira

Me chame

Me chame

De tarde

Algum dia

Algum dia

Condene-me


Acenda seu forno

No meu coração

Como se houvesse um fogo ardendo

Acenda seu cigarro

No meu coração

Como se houvesse um fogo ardendo


Nem mesmo a ponta de uma faca

Nem a adaga se compara

Nem mesmo a ponta de uma faca

Nem a adaga se compara

Ela me mordeu de tal maneira que deixou marcas

Um agricultor pararia de colher

Oh, como você pode gostar de um bruto como eu?


Oh, querida

Você ficaria com um bruto assim?

Oh, minha amada

Você ficaria com um bruto assim?


Sem contar

Sem me chamar

Sem contar

Sem me chamar

Ele me acorda do sono profundo

De repente meu destino vem aos meus lençóis

E me alimenta com gengibre, vindo até mim


Acenda o carvão

No meu coração

Como se houvesse um fogo ardendo

Está tão frio, pegue o lençol de alguém


Ah, vá pegar

Ah, vá pegar

Vá vá pegar

Vá pegar um pouco do fogo do forno do vizinho


Por: Gabrielle


Beedi Jalaile (abertura)


Naa ghilaaf

Naa lihaaf

Naa ghilaaf

Naa lihaaf

Thandi hawa bhi khilaaf Sasuri

Naa ghilaaf

Naa lihaaf

Thandi hawa bhi khilaaf Sasuri

Itni zardiii rdi hai kisi ka lihaaf lei lay

Jaa padosi ke chulhe se aag lei lay

Jaa padosi ke chulhe se aag lei lay


Beedi jalai lay

Jigar se piya

Jigar maa badi aag hay

Beedi jalai lay

Jigar se piya

Jigar maa badi aag hai


Dhuan naa nikaari o lab se piya

Ah haa

Dhuan naa nikaari o lab se piya

Je duniya badi jhaag hai


Beedi jalai lay

Jigar se piya

Jigar maa badi aag hai


Naa ghilaaf

Naa lihaaf

Thandi hawa bhi khilaaf Sasuri

Itni sardi hai kisi ka lihaaf lei lay

Jaa padosi ke chulhe se aag lei lay

Jaa padosi ke chulhe se aag lei lay


Naa kasoor

Naa fatoor

Naa kasoor

Naa fatoor

Bina juram ke hujoor

Marr gayi

Ho marr gayi


Aise ek din dupahari bulai liyo re

Baandh ghungru kacehri lagai liyo re

Bulai liyo re

Bulai liyo re

Dupahari

Lagai liyo re

Lagai liyo re

Kacehri


Angethi chadahi le

Jigar se piya

Jigar maa badi aag hai

Beedi jalai lay

Jigar se piya

Jigar maa badi aag hai


Na toh chakkua ki dhaar

Na daraati na kataar

Na toh chaa-kua ki dhaar

Na daraati na kataar

Aisa kaate ke daat ka nisaan chod de

Je kataai to koi bhi kisaan chod de

O aise� jaalim ka chod de makaan chod de


Re billo

jaalim ka chod de makaan chod de

aise jaalim ka

o aise jaalim ka

aise jaalim ka chod de makaan chod de

na bulaya

na bataya

na bulaya

na bataya

mhane neend se jagaya hai re

aisa chaukail haath mein naseeb aa gaya

woh elaichi khilai ke kareeb aa gaya


koyla jalai le

Jigar se piya

Jigar maa badi aag hai

Itni sardi hai kisi ka lihaaf lei lay


O Jaa padosi

O Jaa padosi

Jaa Jaa Padosi

O Jaa padosi ke chulhe se aag lei lay



busca por: Cecília Martins


Compositor: omkara

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS