No Digas Nada (Déjà vu) (tradução)

Cali Y El Dandee


Não Diga Nada (Déjà vu)


Não diga nada, por favor

Pois, se fala, a alma me destrói

Quero lhe dizer tantas coisas

Quero lembrar do teu cheiro

Não diga nada, por favor

Não vá, ao menos que eu desperte

De um sonho em que posso lhe ver

E ainda posso te falar do meu amor

Não diga nada, tenha piedade

Somente te peço que amanhã pela noite

Dormindo, me dê a oportunidade


Leva três meses pela noite me fazendo o mesmo

Toca minha porta e está você, minha ilusão

Por dentro grito, grito de emoção

Por fora me faço o forte

Como se não me tremesse o coração

Pergunto, "o que passa? ", "por que chora? "

Por que está tão rara?

E ainda que você não me falasse

me conformo ao ver sua cara

Quero sentir tua mão e não posso me mover

O que me passa? Me sinto tão raro

ao te ver aqui em minha casa


Sempre quis ter a oportunidade

De poder te falar uma vez mais

Não te disse que te amava e ainda que era teu amigo

Sempre senti coisas, meu coração foi testemunha


Sempre quis ter a oportunidade

De poder te falar uma vez mais

Te desvanece com o sol, você não é humana

Você é um sonho que me rompe o coração na manhã


Não diga nada, por favor

Pois, se fala, a alma me destrói

Quero lhe dizer tantas coisas

Quero lembrar do teu cheiro

Não diga nada, por favor

Não vá, ao menos que eu desperte

De um sonho em que posso lhe ver

E ainda posso te falar do meu amor

Não diga nada, tenha piedade

Somente te peço que amanhã pela noite

Dormindo, me dê a oportunidade


Você partiu numa sexta à noite

Me tirou tudo, te perdi em minhas mãos

Foi minha culpa, e agora sofro sozinho

Não entendo a vida

A vida me prometeu estar contigo

E é ela mesma quem nunca vai deixar-te estar com migo

Pelas noites em meus sonhos posso te ver

Dormindo, vivo por fim um conto de fadas

Embora falso, é o suficiente

Não me importa quanto dói despertar

Pois tudo me dói

E em cada segundo do dia você está presente

Me lembro de tudo, da noite perfeita

Em meu carro te olhei nos olhos

Você sorriu, e finalmente te segurei pela mão

Chovem mais de um milhão de memórias juntos

E me cegam

Te amo tanto, amiga, que me queima

Não quero acordar

a vida sem você já não tem sentido

Prefiro viver de noite

sentir que você não partiu

Sonhando vou te ter até que minha vida termine

prefiro morrer sonhando, ao invés de viver com sua ida


Não diga nada, por favor

Pois, se fala, a alma me destrói

Quero lhe dizer tantas coisas

Quero lembrar do teu cheiro

Não diga nada, por favor

Não vá, ao menos que eu desperte

De um sonho em que posso lhe ver

E ainda posso te falar do meu amor

Não diga nada, tenha piedade

Somente te peço que amanhã pela noite

Dormindo, me dê a oportunidade

Dormindo, me dê a oportunidade

No Digas Nada (Déjà vu)


No digas nada por favor

Que hablando el alma me destrozas

Quiero decirte tantas cosas

Quiero acordarme de tu olor

No digas nada por favor

No vaya a ser que me despierte

De un sueño en el que puedo verte

Y aun puedo hablarte de mi amor

No digas nada ten piedad

Solo te pido que mañana por la noche

Dormido me des la oportunidad


Llevas 3 meses por la noche haciéndome lo mismo

Suena mi puerta y estás tú mi espejismo

Por dentro grito, grito de la emoción

Por fuera me hago el fuerte

Como si no me temblara el corazón

Pregunto "qué te pasa? ", "Por qué lloras? "

Por qué "estás tan rara? "

Y ao qué tú no me hablas

me conformo ao ver tú cara

Quiero sentir tu mano y no puedo moverme

Qué me pasa? me siento tan raro

al verte aqui em mi casa


Siempre quise tener la oportunidad

De poder hablarte una vez más

No tefúiste qué te amaba y qué aunque era tu amiqo

Siempre senti cosas mi corazón fue testiqo


Siempre quise tener la oportunidad

De poder hablarte una vez más

Te desvaneces con el sol no eres humana

Eres un sueño que me rompe el corazón en la mañana


No digas nada por favor

Que hablando el alma me destrozas

Quiero decirte tantas cosas

Quiero acordarme de tu olor

No digas nada por favor

No vaya a ser que me despierte

De un sueño en el que puedo verte

Y aun puedo hablarte de mi amor

No digas nada ten piedad

Solo te pido que mañana por la noche

Dormido me des la oportunidad


Te fueste un viernes por la noche

Me quitaste todo te perdi an mis manos

Fue mi culpa y ahora sufro solo

No entiendo a la vida

La vida me prometio estar contigo

Y fue ella misma la que nunca va a dejarte estar conmigo

Por las noches en mis sueños puedo verte

Dormido vivo al fin un vento de hadas

Al que falso és suficiente

No me importa cuanto duela despertarme

Igual me duele todo

Y cada segundo del día estás presente

Me acuerdo de todo, la noche perfecta

Y en mi carro te mire a los ojos

Sonreiste y porfin te cogi la mano

Llueve más de um millón de recuerdos juntos

Y me cegan

Yo te amo amiga tanto que me quema

Ya no quiero despertarme

la vida sin ti ya no teine sentido

Prefiero vivir de noche

sintir que tu no te has ido, sonhando voy a

tenerte asta que se se acabe mi vida

prefiero morrir soñando que vivir con tu partida


No digas nada por favor

Que hablando el alma me destrozas

Quiero decirte tantas cosas

Quiero acordarme de tu olor

No digas nada por favor

No vaya a ser que me despierte

De un sueño en el que puedo verte

Y aun puedo hablarte de mi amor

No digas nada ten piedad

Solo te pido que mañana por la noche

Dormido me des la oportunidad

Dormido me des la oprotunidad

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS