Página inicial > Forró > C > Caju & Castanha > Professor de Embolada

Professor de Embolada

Caju & Castanha


Mas quando eu entro no sufoco canto pouco pra sair
E você que canta pouco faz favor de me ouvir

Eu sou daquele que não pede, por favor
Sempre ganha onde for pra qualquer demonstração
Sou o melhor cantador de embolada
Fiz a arte respeitada no radio e televisão

Mas quando eu entro no sufoco canto pouco pra sair
E você que canta pouco faz favor de me ouvir

Feche essa boca ponha logo a mão no queixo
Tô aqui porque mereço Deus me deu inspiração
Não sou você aprendiz de presepeiro
Meia boca trapaceiro xexelento e trapalhão

Mas quando eu entro no sufoco canto pouco pra sair
E você que canta pouco faz favor de me ouvir

Sou o seu mestre aprendi com os mais velhos
O coco e meu evangelho minha marca de valor
Cantei com jackson, manezim, e oliveira
Para de falar besteira e dais a bença ao professor

Mas quando eu entro no sufoco canto pouco pra sair
E você que canta pouco faz favor de me ouvir

Ao nosso pouco minha janta e embolada
E nas rima improvisada ganho o pão de cada dia
Mas não tolero, não me dobro, não barganho
Você só ganha onde eu ganho se roubar a freguesia

Mas quando eu entro no sufoco canto pouco pra sair
E você que canta pouco faz favor de me ouvir

Letra enviada por Leandro Saueia

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Caju & Castanha no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS