Página inicial > Forró > C > Caju & Castanha > Andando de Coletivo

Andando de Coletivo

Caju & Castanha


Já vi de tudo
Andando coletivo
Brigar por qualquer motivo
Ai meu Deus quanta zoeira
Vi uma gorda
Enroscada na catraca
Um cara puxar a faca
E o outro bater carteira

Moça bonita
subir na porta de trás
E sair lá pela frente
Que ninguem não lhe ver mais
No empurra, empurra eu já tive a impressão
Que o meu anjo da guarda não pegou a condução

Depois lá dentro
Tem forró, tem batucada
Cantador de embolada
Esmoler tem de montão
Tem vendendor de pipoca, amendoim, chocolate ai de mim que tremenda confusão

Tem o tarado
Tem o cara folgadão que não sede seu lugar nem mesmo pra aleijado
O bebo chato
Que só fala palavrão
E o dono do ascento que viaja escancarado
Tem o cavalo
O sujeito ignorante
Que pisa no seu pé
E nem pede desculpa
Mais o pior é o tal de assaltante
Que alem de roubar
Lhe toma na força bruta

Já vi de tudo
Andando coletivo
Brigar por qualquer motivo
Ai meu Deus quanta zoeira
Vi uma gorda
Enroscada na catraca
Um cara puxar a faca
E o outro bater carteira

Moça bonita
subir na porta de trás
E sair lá pela frente
Que ninguem não lhe ver mais
No empurra, empurra eu já tive a impressão
Que o meu anjo da guarda não pegou a condução

Depois lá dentro
Tem forró, tem batucada
Cantador de embolada
Esmoler tem de montão
Tem vendendor de pipoca, amendoim, chocolate ai de mim que tremenda confusão

Tem o tarado
Tem o cara folgadão que não sede seu lugar nem mesmo pra aleijado
O bebo chato
Que só fala palavrão
E o dono do ascento que viaja escancarado
Tem o cavalo
O sujeito ignorante
Que pisa no seu calo
E nem pede desculpa
Mais o pior é o tal de assaltante
Que alem de roubar
Lhe toma na força bruta

Já vi de tudo
Andando coletivo
Brigar por qualquer motivo
Ai meu Deus quanta zoeira
Vi uma gorda
Enroscada na catraca
Um cara puxar a faca
E o outro bater carteira

Moça bonita
subir na porta de trás
E sair lá pela frente
Que ninguem não lhe ver mais
No empurra, empurra eu já tive a impressão
Que o meu anjo da guarda não pegou a condução

Depois lá dentro
Tem forró, tem batucada
Cantador de embolada
Esmoler tem de montão
Tem vendendor de pipoca, amendoim, chocolate ai de mim que tremenda confusão

Tem o tarado
Tem o cara folgadão que não sede seu lugar nem mesmo pra aleijado
O bebo chato
Que só fala palavrão
E o dono do ascento que viaja escancarado
Tem o cavalo
O sujeito ignorante
Que pisa no seu calo
E nem pede desculpa
Mais o pior é o tal de assaltante
Que alem de roubar
Lhe toma na força bruta

Já vi de tudo
Andando coletivo
Brigar por qualquer motivo
Ai meu Deus quanta zoeira
Vi uma gorda
Enroscada na catraca
Um cara puxar a faca
E o outro bater carteira

Moça bonita
subir na porta de trás
E sair lá pela frente
Que ninguem não lhe ver mais
No empurra, empurra eu já tive a impressão
Que o meu anjo da guarda não pegou a condução

No empurra, empurra eu já tive a impressão
Que o meu anjo da guarda não pegou a condução

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Caju & Castanha no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS