Página inicial > Hip Hop > C > C4bal > Brisa da Vida

Brisa da Vida

C4bal


Marte, 24 de agosto de 2011.
4 da tarde. 40º de febre.
Tudo bem. Tudo bem. Tudo bem. (Cqua)
Problema todo mundo tem. (Éé)
Tudo bem. Tudo bem. Tudo bem. (Cqua)
Com o tempo tudo vem.

Tá tudo bem. Essa brisa não tem fim.
Fé na vida. Pra mim um motivo: mais um dia vivo.
Sou feliz. Sorrio.
Eu sinto que tá tudo bem. Essa brisa não tem fim.
Fé na vida. Pra mim um motivo: mais um dia vivo.
Sou feliz. Sorrio.
Eu sinto que tá... (Vai)

Sente a brisa da vida, o vento na cara. Você pode ser feliz.
Mais um dia. O tempo não pára. Dentro de você, ouve a voz que diz:
"Faz o que você quer. O mundo é seu." Eu quis, eu mesmo fiz.
Já cai, tô de pé. Eterno aprendiz, Daniel. Só Deus é meu juiz.

Essa eu fiz pra você que acredita no dom, sonha, realiza.
Dinheiro é bom? Não compra essa brisa.
Aumenta o som. Tira onda, (...) legaliza.

Mas não precisa de droga, bebida.
Decida ficar foda. Cicatriza a ferida.
Foca no bem. Energia negativa, joga fora.
Fica só na brisa da vida.

Quem tem fé, não tá sozinho. Curtindo a brisa do mar.
Ouvindo Zeca Pagodinho, eu deixo a vida me levar.
Agradeço tudo, inclusive a dor. Eu dou "mó" valor.
O sabor do mel. Ver o sol se pôr. Olha a cor do céu. Muito amor!

Saudade de quem me quer bem. Eu quero tá perto. Mas o que importa?
O que me quer bem, sabe, o Universo conspira e me transporta.
A pé, atravesso o deserto. Me conforta. A fé tem aberto minhas portas.
Eu nem escrevo meus versos, mas tenho fé que Deus escreve certo por linhas tortas.

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a C4bal no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS